Login |
     
  Explicação do exame TAC  
 

O que é um exame de TAC?
TAC ou Tomografia Computorizada é um exame que utiliza RX na produção das imagens, a radiologia dos tempos modernos, dos séculos XX e XXI. A radiação X é produzida, atravessa o corpo humano para ser colhida em detectores que estão do lado oposto da fonte de raio X. Os detetores enviam toda a informação a computadores que se encarregam de fazer a reconstrução das imagens em 2D e 3D.
Os exames são conduzidos por técnicos de radiologia experientes, treinados neste tipo de aparelhos. Os técnicos seguirão protocolos de estudo definidos pelo médico radiologista responsável por cada um dos estudos. Após uma primeira observação do exame e antes do paciente abandonar as instalações o medico radiologista decide se o exame esta concluído ou necessita de mais algum estudo (por exemplo com contraste.). Os exames são de seguida gravados em suporte informático, em CD’s e também em películas e num segundo tempo interpretados com mais cuidado pelo médico que gera um relatório que ira acompanhar as imagens.

Porque necessito eu de um estudo de TAC?
A TAC é um dos meios mais sofisticados de diagnóstico da era moderna. O raio X permite facilmente transpor o osso, ver pulmão, ver inclusive órgãos em movimento como o coração, dada a grande velocidade de aquisição das máquinas da última geração helicais e com multidetetores.

O que pode ser diagnosticado por TAC?
A TAC é um dos principais meios de diagnóstico de hoje e é extremamente útil em várias doenças que afectam os ouvidos, face e pescoço, o tórax incluindo os pulmões e mediastino, também o abdómen e a pélvis. A grande velocidade de aquisição dos aparelhos modernos permite que imagens do intestino delgado e grosso tenham muito detalhe. A TAC realiza hoje colonoscopias virtuais ao cólon no rastreio de pólipos e tumores do intestino. Também em patologia osteo-articular a TAC é extremamente valiosa, sendo excelente na avaliação de lesões ósseas e tendo ainda aceitável resolução em patologia de ligamentos e meniscos.

Pode-se fazer angiografias por TAC?
Sim, com injecção intravenosa de contraste iodado, que só não pode ser utilizado em doentes com doença renal, em alérgicos ou com grande propensão a alergias. A TAC é um excelente método de realizar estudos vasculares não invasivos. Após injecção de contraste intra-venoso (em veia do braço) numa pequena quantidade, poder-se-ão realizar estudos aos vasos sanguíneos por região anatómica ou seja poder-se-á estudar angiografia dos vasos do cérebro, do tórax, do abdómen ou dos membros. Hoje a angiografia por TAC, também denominada Angio-TC, é um dos primeiros estudos perante a suspeita de patologia vascular, porque não necessita dos dispendiosos exames de angiografia clássica, manifestamente mais invasivos, nem exigem salas de exames especiais extremamente dispendiosas.

Posso fazer colonoscopia virtual com TAC?
Sim, actualmente existe software disponível que permite visualizar o interior do cólon como se fosse um exame de colonoscopia clássica. O doente necessita de realizar previamente uma preparação especial, idêntica á requerida em colonoscopias clássicas de modo a limpar bem o cólon. Será então submetido a dois estudos de TAC, realizados um a seguir do outro. Será necessário introduzir previamente uma pequena quantidade de ar dentro do intestino através do reto, para que as paredes se afastem e melhor se visualizem. Não necessita de introduzir nenhum aparelho dentro do intestino.
Apesar de alguns falsos positivos e falsos negativos, a sensibilidade e especificidade da técnica é considerada elevada tornando-se um valioso meio alternativo à colonoscopia clássica.